Comunidades tradicionais e neocomunidadesComunidades tradicionais e neocomunidades
Javier Alejandro Lifschitz
206 p. | 2011 | 16 x 23 cm | 1ª edição | 978-85-7740-116-1


R$45,00













       SUMÁRIO


       Introdução

   I. Comunidades tradicionais


       O desvanecer da comunidade tradicional

       A comunidade em teoria
       Comunidade e mudança social
       Comunidade subjetiva

       O comunitário na tradição sociológica da América Latina

       Estudos de comunidade no Brasil
       Transição nas trajetórias comunitárias
       A comunidade isolada
       O Brasil profundo e as políticas públicas
       O declínio dos estudos de comunidade

  II. Neocomunidades

       O retorno da comunidade


       Neocomunidades na América Latina
       Os de “fora” e os de “dentro”
       Agentes modernos e saberes arcaicos
       O espelho estatal da etnia

III. Neocomunidades Quilombolas

       De açúcar e orixás


       Reconstruções

       Comunidade da Machadinha: Jongo e Senzalas


       O interior e o palco
       Mito de origem

       Conceição do Imbé:
       entre a “modernidade” afro e a “tradição” pentecostal


       Os ciclos da comunidade
       Os dilemas de uma neocomunidade
       A saída “afro” “moderna”

       Comunidade de Barrinha: escribas e profetas

       O quilombo como texto
       Os escribas do quilombo
       Direito e consensus
       Os profetas da pastoral

CONCLUSÕES

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS