1968 e a saúde mental200 anos de imprensa no Brasil
Silvia C. P. de Brito Fonseca, Maria Letícia Corrêa [org.]
16 x 23 cm | 264 p. | 978-85-7740-072-0 | 2010


R$45,00


Historiadores e imprensa têm uma longa e interessante relação. O campo de estudo sobre jornais, periódicos, panfletos, revistas, livros e catálogos tem sido alargado à medida que a concepção sobre impressos adquire um caráter transdisciplinar. Esta publicação espelha uma nova abordagem historiográfica e lança um olhar crítico sobre temas caros à história, temas que têm como fonte primordial o impresso. Traz também, em seu bojo, a contribuição de diversos pesquisadores que há anos se debruçam sobre questões vívidas que estão presentes em jornais ao longo dos séculos XIX e XX. Organizado pelas pesquisadoras Maria Letícia Correa e Sílvia Brito Fonseca, este livro representa a consolidação de seminários que criaram tradição na UERJ desde a década de 1990. A partir da participação de dez estudiosos, desenvolvem-se textos que são muito importantes para a renovação da historiografia em torno de questões que entrelaçam periódicos e governos constitucionais, abolicionismo, sociabilidades, conflitos ideológicos e políticos, guerras, revoluções e relações culturais. O exercício crítico representado por esta obra demonstra a riqueza de temas que a imprensa e o impresso podem oferecer por meio do aprofundamento de noções e conceitos que certamente terão visibilidade e dialogarão com a diversidade temática que tem inspirado a historiografia brasileira dos últimos decênios. Os leitores deste livro, especialistas ou não, terão aqui diversas oportunidades de compreender como a imprensa é um instrumento primordial para compreender o homem contemporâneo.

Tania Maria T. Bessone da Cruz Ferreira
[Uerj/CNPq/Pronex]



TEXTOS DE

Antonio Edmilson Martins Rodrigues

Cecilia Helena de Salles Oliveira

Dilton Oliveira de Araújo

Lená Medeiros de Menezes

Lucia Maria Paschoal Guimarães

Marcello Basile

Maria Letícia Corrêa

Mônica Leite Lessa Orlando de Barros

Silvia Carla Pereira de Brito Fonseca

Wlamir Silva



SUMÁRIO



Apresentação

O Correio do Rio de Janeiro e o debate em torno do governo constitucional
Cecilia Helena de Salles Oliveira

Abolicionismo e conflitos no Rio da Prata:
o periódico Atalaia da Liberdade como um estudo de caso (1826)

Silvia Carla Pereira de Brito Fonseca

“Princípios substanciais, circunstâncias acidentais”: da gênese do
liberalismo moderado na imprensa mineira do Primeiro Reinado (1825–1831)

Wlamir Silva

Sociabilidade e política na Regência:
as associações caramurus da Corte

Marcello Basile

Política e imprensa na Bahia do período pós-Sabinada
Dilton Oliveira de Araújo

João do Rio: um flanêur no mundo da notícia
Antonio Edmilson Martins Rodrigues

A campanha da revista Atlântida e
o projeto de uma nova Lusitânia (1915–1920)

Lucia Maria Paschoal Guimarães

Circuitos da informação na “Era da Catástrofe”.
Notas sobre a imprensa escrita em tempos de guerra e revolução

Lená Medeiros de Menezes e Mônica Leite Lessa

A campanha industrialista na imprensa republicana
Maria Letícia Corrêa

Os incontaminados contra as toxinas letais do vírus fascista:
a imprensa oposicionista nos últimos meses do DIP

Orlando de Barros