Apontamentos em memória social Arouca, meu irmão
Uma trajetória a favor da saúde coletiva

Guilherme Franco Netto e Regina Abreu [coords.]
272 p. | 20 x 23 cm | 1ª edição | 2009 | 978-85-7740-053-9


R$45,00


Mas por que Sergio Arouca? Trabalhar com o legado de Sergio Arouca é relacionar-se com as bases filosóficas, teóricas e políticas do que se convencionou denominar a reforma sanitária, processo de luta da sociedade brasileira pelos direitos fundamentais à saúde. Iniciado em meados da década de 1970 a partir da construção de espaços de resistência democrática contra o regime militar, a reforma sanitária veio a se consolidar no texto da Constituição de 1988, quando ficou estabelecido que saúde é um direito de cidadania e um dever do Estado. A década de 1990 foi marcada pela instituição e estruturação do Sistema Único de Saúde que muitos consideram como uma das grandes conquistas das políticas públicas sociais do Brasil moderno, tendo como base a universalidade, a descentralização e a eqüidade. O pensamento e a ação política de Arouca foram determinantes nos principais acontecimentos relativos a esse processo, desencadeado por sua produção e atividade acadêmica, notadamente sua tese “O dilema preventivista”, seguido do período da construção do projeto anti-hegemônico da saúde, expresso por sua atuação no Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (CEBES), sua assunção à presidência da FIOCRUZ e à presidência da VIII Conferência Nacional de Saúde, seguido de seus dois mandatos legislativos na Câmara Federal. A vida pública de Sergio Arouca expressa, portanto, um projeto coletivo, congregando diferentes personagens que se preocuparam em conjugar no campo da saúde a luta mais ampla pelos ideais de uma democracia socialista, participativa e plural num período em que o Brasil vivia sob o arbítrio da ditadura militar.



SUMÁRIO



Prefácio
Arouca, meu irmão

José Gomes Temporão

Apresentação
De como nascem amizades e livros

Guilherme Franco Netto

Ecos e murmúrios de uma trajetória incomum
Regina Abreu

A trajetória de Sergio Arouca
Guilherme Franco Netto, Regina Abreu, Helena Rego Monteiro, Fabricio Pereira da Silva e Sergio Lamarão

A gestação do sonho
Caminhos possíveis
Medicina Social e Saúde Coletiva
A construção de uma personalidade pública
Sob o primado da política
A utopia como legado


Aroucas
No risco da vida

Helena Rego Monteiro

Depoimentos: fotografias e seleção de textos
Helena Rego Monteiro